quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

O que é

"O organismo só funciona adequadamente se estiver com o equilíbrio de fatores físicos, psíquicos e sociais. Quando algum desses fatores é prejudicado ou beneficiado, os demais sofrem as consequências."

"A depressão tira a atenção das coisas belas e prazerosas da vida, então você tem que reaprender a focar no que não consegue ver por causa da doença."

Definições


A depressão aparece quando acontecem alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores.

Os neurotransmissores representam os mensageiros do cérebro. Eles são substâncias químicas que permitem que os neurônios passem sinais entre si e para outras células do corpo, o que os torna importantíssimos em nossas funções vitais.
Há muitas funções e muitos neurotransmissores, mas dois deles merece destaque: a serotonina e a endorfina.
A endorfina e a noradrenalina são os hormônios do prazer.
A serotonina trabalha em muitas partes do organismo. A serotonina é responsável pelo estado de vigília de nosso cérebro, ou seja, ela que nos deixa em alerta.


Na depressão a produção dessas duas substâncias cai porque há uma falha nelas, por isso causa tristeza, variação de humor, dores físicas que não passam com remédios, dificuldade de concentração e de tomar decisões e desmotivação. Até o prazer natural do apetite é afetado.
A tristeza é um dos sintomas, não o único. Uma pessoa frequentemente irritada também pode estar com depressão. As dores no corpo são consequência das alterações cerebrais.
A depressão se difere de tristeza comum porque vem com sintomas físicos e dura mais do que 15 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget