quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Curioso, mas, você quer viver.

Por que as pessoas atentam contra si próprias em depressão.

Segundo o meu ponto de vista e de acordo com conhecimentos vividos e retirados de alguns livros do
Augusto Cury.

As dores fecham as janelas da mente para os pensamentos. Não ficamos lúcidos, não pensamos em nada e agimos pelo instinto da dor.
Sabe quando estamos com raiva e falamos o que não queremos? Em momentos assim eu escrevia tudo o que eu queria falar para a pessoa e momentos depois eu via que muitas coisas eram desnecessárias. Porque no momento de dor, minha mente estava fechada para pensar com clareza. No momento mais sereno eu percebia como muitas coisas eu queria dizer por impulsividade, para ter razão, pela vontade de discutir sem parar. A mesma coisa acontece nos momentos desesperados, é nesses momentos que as pessoas se atentam para se livrar da dor.

Um suicida tem vontade de viver até mais do que alguém tranquilo, pois ele quer dar fim a dor e não a vida. O fato de se cortar por exemplo, acontece porque sentir a dor física faz com que o cérebro se concentre naquilo e por um tempo, se fecha para a dor interior. Mas deve-se ter cuidado para isso não se tornar um vício. O mesmo com usar bebidas ou qualquer outro meio para se distrair da tristeza.


Devemos fazer um stop introspectivo nos focos de tensão, criticar os pensamentos ruins e duvidar da incapacidade e de tudo o que não promove  a vida. Nessa pausa e com as perguntas que devemos fazer a nós mesmos (Por que? Como me livro disso?), abrimos o maior número de janelas possíveis no córtex cerebral (lugar onde os pensamentos são armazenados) fazendo com que possamos enxergar a situação com lucidez e por outros ângulos.



Lily.

2 comentários:

  1. Interessante, são 21:35 e eu estava sentado no terraço com a cabeça cabisbaixa, foi quando chegou minha filha Amanda ou melhor Drª Amanda e perguntou: estais com dor de cabeça e eu lhes respondi que não, mas o que eu sentia era um vazio, algo QUE SEI LÁ O QUE e me lembrei que fazia muito tempo que não vinha ao DIHITT e encontro Lily Azul e li coisas maravilhosas. Muito obrigada Lily.

    ResponderExcluir
  2. Oi Aureo, que bom que gostou dos textos. Eu gostei do seu comentário e foi ótimo pra mim ler ele logo agora, eu te agradeço também ^^

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget